Apesar do prejuízo, a Snap apresenta novos óculos de realidade aumentada

Apesar do prejuízo, a Snap apresenta novos óculos de realidade aumentada

A empresa da família da Snapchat tem uma nova versão do seu sistema AR, introduzindo agora duas câmaras.

A empresa-irmã da Snapchat, a Snap volta a apostar numa nova geração de óculos de realidade aumentada, mas decidiu baixar as expetativas. É que na primeira versão foram produzidas quase 800 mil unidades e as vendas ficaram muito aquém do esperado. Assim, o novo modelo conta apenas com 24 mil dispositivos e terá um custo de 350 dólares e lançamento até ao final do ano, segundo avança a Cheddar. Esta novo modelo é mais caro, tendo em conta as versões anteriores que variavam entre os 130 e 200 dólares.

A proposta de design da Snap mantém-se, ou seja, tratam-se de uns óculos de sol, o mais próximo possível do “normal”, mas com duas câmaras alocadas em cada extremidade das lentes, junto à dobradiça das suas hastes de alumínio, apostando num produto mais premium. O objetivo é criar efeitos 3D, semelhante às que estão disponíveis nas câmaras fotográficas, para sobrepor aos vídeos capturados pelo sistema.

Apesar dos modelos anteriores não terem correspondido ao “hype” criado e vendido como a empresa esperaria, resultando num stock de quase 40 milhões de dólares de material na "prateleira", a Snap ainda tem esperança no papel da tecnologia no seu futuro. O CEO da empresa, Evan Spiegel, antevê um futuro onde as pessoas vão utilizar a tecnologia wearable nos óculos, capaz de projetar e misturar objetos virtuais no mundo real.

Ainda que o investimento não tenha sido recompensado até à data, a Snap tem um ambicioso plano para continuar a introduzir novas versões dos óculos nos próximos anos, mesmo mantendo o prejuízo, projetando o seu break-even para 2020.